Você tem perfil para trabalhar em casa? 5 dicas para descobrir

Escrito por: - Publicado em: 29/09/2014

As relações trabalhistas têm se transformado muito, por meio inclusive da diversificação das formas de prestação de serviço. Uma dessas novidades é o home office, conhecida como prestação de serviços em casa, que tem crescido muito no Brasil. Segundo pesquisas da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades, cerca de 10 milhões de brasileiros exercem esse tipo de atividade. Esse tipo de trabalho ocorre de duas maneiras: com subordinação direta ao empregador que controla as horas trabalhadas e exige disponibilidade do empregado durante certas horas do dia; e por meio de serviço freelance, que são ocasionais e dependem apenas do cumprimento de tarefas e prazos designados.

 

De qualquer forma, existem vantagens e desvantagens relacionadas a este formato de prestação de serviço. Para medir isso, pergunte-se: você gastaria muito tempo no trânsito para se deslocar até a empresa? Você e a empresa possuem recursos tecnológicos hábeis para permitir a comunicação e o envio de tarefas? Como é seu ambiente familiar e quais seriam as consequências de um home office em sua residência? Todos esses fatores devem ser considerados para que você se comprometa com esse tipo de prestação de serviço.

 

Pensando nisso, destacamos alguns aspectos importantes para quem deseja trabalhar em casa. Confira.

 

1 – Qual a natureza do serviço prestado?

Normalmente, o tipo de atividade exercida em casa é relacionado à prestação de serviços intelectuais que demandam concentração e pouca interação com outros empregados. Como exemplos, há designers, revisores, redatores, analistas contábeis, atendentes de telemarketing e até mesmo advogados. Este é um ramo que cresce bastante (14% das empresas brasileiras possuem programas de trabalho remoto atualmente, segundo pesquisas), e a setorialização de atividades nas empresas tem permitido esse novo arranjo trabalhista. São minoria os casos em que a natureza da prestação é de manufatura e efetiva produção.

2 – Você possui as características necessárias?

O home office requer do trabalhador uma série de características específicas tais como: habilidade de concentração, capacidade de se organizar diante de uma agenda flexível de demandas, introspecção e compromisso. Isso pode apresentar um desafio, pois alguns perfis profissionais necessitam de supervisão hierárquica, controle de tarefas e ambientes com poucas distrações. Por outro lado, o empregado perde em termos de socialização, pois o contato com clientes e com outros funcionários da empresa é, geralmente, virtual (via e-mail, Skype ou telefone).

3 – O espaço físico é adequado para o tipo de trabalho?

O contexto domiciliar pode ser cheio de distrações, como é o caso de famílias com crianças em casa, e de parentes que não entendem a necessidade de haver silêncio no horário de trabalho. É essencial verificar se será possível exercer suas atividades em casa, se há um espaço destinado a essa tarefa e se você possui os equipamentos necessários para tanto. A sua conexão de internet é boa o suficiente para manter a qualidade de ligações por Skype? Há um espaço confortável de leitura e escrita em casa? Todos esses fatores deverão ser considerados.

Existem soluções para contornar eventuais problemas domésticos, mas com algumas restrições. É possível trabalhar em cafés e bibliotecas, desde que as tarefas sejam compatíveis com esses ambientes. Lembre-se, no entanto, que você terá que lidar com imprevistos, como o wi-fi que não funciona, ou um vizinho de mesa que insiste em fazer muito barulho.

4 – E a renda, é maior ou menor?

Vários aspectos devem ser considerados ao responder essa pergunta. Por um lado, quem trabalha em casa reduz uma série de gastos: alimentação, transporte, roupas formais etc. Você também poderá controlar melhor sua alimentação ao não ter que comer no restaurante ao lado da empresa, além de economizar as horas gastas diariamente com transporte.

Por outro lado, o trabalho à distância envolve menos benefícios (previdência social, carteira assinada, planos de saúde), principalmente por ser freelance na maior parte dos casos. Apesar de não haver legislação específica regulamentando o teletrabalho, a Lei Ordinária n° 12.551, de 2011, equiparou seu exercício às atividades realizadas no estabelecimento da empresa.

Além disso, quem incorre com os gastos iniciais de infraestrutura é o trabalhador, que deve possuir um computador adequado, pagar as contas de luz e internet, entre outros gastos. O ideal é que, antes de aceitar ofertas de trabalho do tipo home office coloque na ponta do lápis todos os gastos e benefícios de cada opção. Somente assim será possível verificar qual é a mais benéfica.

5 – Informalidade

Já citada no item anterior, a informalidade é um grande aspecto a ser analisado por quem quer trabalhar de casa. Muitas empresas já relativizam essa exigência, permitindo o uso de roupas mais casuais e incentivando ambientes de trabalho mais descontraídos. Se o tipo de trabalho remoto não envolve a realização de teleconferências, não haverá necessidade de se vestir formalmente, o que pode ser um grande atrativo para muitas pessoas. A informalidade do home office também acarreta maior maleabilidade de horários que podem ser melhor organizados de acordo com suas necessidades e preferências pessoais.

 

Todos esses fatores devem ser considerados por quem quer trabalhar em casa. Seja com ou sem vínculo empregatício, há vantagens e desvantagens de se encaixar nesse novo perfil de empregado.

 

Qual é o seu  perfil? Conte pra nós. Deixe seu comentário no nosso blog e aproveite outras leituras:

 

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
Dicas de planejamento financeiro para viajar
Por Meu Patrimônio
O brasileiro e sua relação emocional com as finanças
Por Meu Patrimônio
3 dicas de mudança de comportamento para iniciar uma educação financeira
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).