Vamos falar sobre herança?

Escrito por: - Publicado em: 18/11/2015

Existem várias questões a serem levadas em consideração sobre o tema: quem são os herdeiros? Como deixar um testamento? Sobre quais bens eu posso dispor livremente no testamento? A maioria das pessoas conhece (ou viveu) alguma história complicada envolvendo herança, normalmente relacionada com disputas entre os sucessores.

 

Embora em menor número, existem também os casos de sucesso, em que os herdeiros fazem bom uso da herança recebida, gerando ainda mais riquezas. Por que acontecem essas diferentes situações? O Dinheirama destaca alguns pontos interessantes, veja: 

 

A primeira coisa a se fazer para evitar problemas futuros é implantar no lar os conceitos da educação financeira. Antes de uma pessoa ter dinheiro, ela precisa saber lidar ele, e a falta deste conhecimento é o principal motivo que leva os herdeiros a colocarem tudo a perder. Assim, antes de falar sobre herança, é necessário aprender a gastar menos do que ganha e a investir o valor poupado.

 

Não se esqueça de que seus filhos não vão aprender tanto com aquilo que você fala. Eles aprenderão muito mais com aquilo que você faz (ou deixa de fazer)! Então seja você o exemplo, vivendo uma vida financeira ajustada.

 

Há quem entenda que é fundamental deixar algum patrimônio aos filhos, e há quem não se preocupe com isso, tendo por definição que os filhos precisam construir suas vidas por conta própria. São muitas as famílias que apenas delegam às escolas o aprendizado curricular tradicional e, ao fim de uma faculdade, esperam que seus filhos estejam preparados para trabalhar, ganhar dinheiro e escreverem suas próprias histórias.

 

 

Uma vez que o tempo passou e seus filhos se mostraram dignos de serem recebedores do patrimônio material que você construiu ao longo da vida, então (se for o seu caso) você deve chamá-lo para uma conversa sobre o assunto, inclusive trocando ideias produtivas sobre como aumentar ainda mais o patrimônio, utilizando-o como gerador de renda.

 

Ainda que você não tenha um patrimônio material que possa deixar para seus filhos como herança, você poderá utilizar os seguros para isso. Neste caso, eles precisam ser do tipo “vida inteira”, pois alguns cessam quando o segurado atinge certa idade. Se você optar por eles, considere contratá-los o quanto antes, pois na medida que sua idade avança, eles ficam mais caros também.

 

Lembre-se: os resultados deste relacionamento mais aberto e sadio com o dinheiro só virão se todos os envolvidos estiverem preparados (educados financeiramente) para lidar com isso.

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

7 dicas para ensinar educação financeira para as crianças
Por Central do Evento
É possível tirar os juros de uma dívida?
Por Central do Evento
5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).