Título Públicos: o que são e como investir

Escrito por: - Publicado em: 30/01/2017

A procura por investimentos em títulos públicos cresce muito. A alta rentabilidade e a segurança do investimento são alguns dos motivos que atraem os investidores.

 

Com ajuda do blog da Rico, este post vai tirar todas suas dúvidas que ainda restaram sobre o tema, chegou a hora de fazer seu dinheiro trabalhar para você! Confira abaixo.

 

Afinal, o que são títulos públicos?

 

Os títulos públicos são um investimento de Renda Fixa. Todo e qualquer título de renda fixa (como também CDBLCI e LCA) tem as seguintes características:

 

→ são emitidos por bancos/instituições financeiras/governo

→ sua emissão tem o objetivo de captar recursos

→ possuem condições de remuneração e prazo pré-estabelecidos

→ no vencimento do título, o investidor recebe o dinheiro aplicado somado a rentabilidade acumulada

 

Os títulos públicos, como o próprio nome já diz, são títulos emitidos pelo Governo Federal por meio do Tesouro Direto – um programa do Tesouro Nacional criado em parceria com a BMF&F Bovespa.

 

O objetivo é oferecer ao investidor pessoa física a oportunidade de adquirir títulos públicos na Internet.

 

O Governo faz a emissão de títulos públicos a fim de captar recursos para o financiamento de projetos de infraestrutura, educação, saneamento etc.

 

A compra dos títulos públicos é realizada por meio do site das corretoras de valores. Para isso, você investidor realiza um cadastro na corretora, investe e depois acompanha os seus investimentos no site onde fez a compra.

 

Os títulos ficam guardados (ou custodiados) na BM&FBovespa e registrados em seu nome e CPF. E é na corretora de valores que você acompanha a sua aplicação.

 

Na prática, você empresta dinheiro ao governo e ganha mais dinheiro por isso.

 

Ao comprar títulos públicos, você empresta dinheiro ao Governo. Em troca, na data do vencimento, seu dinheiro é devolvido somado a um rendimento acordado na compra.

 

É preciso aguardar o vencimento do título público para resgatar?

 

Em geral sim, caso você queira garantir toda a rentabilidade do período. Mas se precisar do dinheiro antes é possível colocar à venda para que o Governo recompre o seu título.

 

Mas se quer investir um dinheiro que pode precisar em pouco tempo, a nossa valiosa dica é investir no título Tesouro Selic.

 

Ele oferece liquidez diária (você pode vender a qualquer momento) e ainda paga a rentabilidade acumulada até a data da retirada.

 

Saiba quais são os tipos de títulos públicos

Títulos Prefixados

 

Nos  títulos públicos prefixados você sabe exatamente quanto irá ganhar no vencimento. Há dois tipos:

 

→ Tesouro Prefixado: A rentabilidade é uma taxa fixa e o pagamento é feito uma única vez na data do vencimento

→ Tesouro prefixado com juros semestrais: Esse também tem um rendimento fixo, como o título acima, com a diferença de pagar juros a cada 6 meses. Ou seja, em vez de receber toda a rentabilidade acumulada no vencimento, você recebe parte dela semestralmente.

 

Títulos pós-fixados

 

A rentabilidade acompanha um indexador variável, podendo ser a taxa básica de juros (Selic) ou a inflação (IPCA). Nos títulos que acompanham o IPCA, há uma taxa adicional determinada na aplicação.

 

Tesouro Selic

 

Esse é o mais popular e procurado pelos investidores e vamos te explicar por que.

 

O Tesouro Selic rende a taxa básico de juros, a Selic, que pode render o dobro da poupança. A grande vantagem é liquidez. Você pode resgatar sempre que precisar e sem perder a taxa acumulada no período.

 

É indicado para quem quer substituir a poupança por uma aplicação mais atrativa, fazer um fundo de emergência ou se pretende usar o dinheiro no curto prazo.

 

Tesouro IPCA+ com juros semestrais

 

Este título paga a taxa da inflação e mais uma taxa prefixada adicional. Dessa forma, a rentabilidade sempre será superior a inflação. Isso porque se ela cair, o juros prefixado garante a rentabilidade real.

 

O Tesouro IPCA+ oferece também pagamentos semestrais como uma antecipação dos rendimentos.

 

Tesouro IPCA+

 

Oferece ao investidor uma espécie de seguro contra a inflação, pois é composto por dois rendimentos: taxa de inflação no período e mais a prefixada.

 

O seu dinheiro investido não perde o poder de compra porque acompanha a inflação e ainda remunera uma porcentagem fixa.

 

O Tesouro IPCA+ é muito procurado para objetivos de longo prazo, como por exemplo: a aposentadoria ou compra de imóvel.

 

O pagamento é feito no vencimento, sendo assim você recebe o dinheiro aplicado e mais toda a rentabilidade acumulada no final.

 

Como investir em títulos públicos?

 

Depois de saber como é fácil investir em títulos públicos, você vai ver que não tem desculpa para não começar. É muito simples:

 

→ Abra a conta em uma corretora de valores

→ Transfira o dinheiro que quer investir da sua conta bancária para a sua conta na corretora

→ Selecione a melhor opção na lista de títulos públicos e defina o valor

→ Realize a compra e pronto!

 

Conheça mais vantagens do investimento em títulos públicos lendo essa matéria completa, basta clicar no botão abaixo.

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Investimento para iniciantes: 3 dicas que vão te ajudar!
Por Equipe Organizze
3 armadilhas de investimentos: pirâmide, esquema Ponzi e bolha financeira
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Como avaliar a rentabilidade dos investimentos
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).