Saiba tudo sobre Fundos de Investimentos

Escrito por: - Publicado em: 18/07/2017

O universo dos investimentos costuma ser muito desafiador para a maioria das pessoas. A grande quantidade de alternativas e a instabilidade do mercado deixam muita gente ansiosa e apreensiva no momento de tomar a decisão de onde colocar o dinheiro. Sem dúvida, é muito importante adquirir conhecimento sobre investimentos para entender o funcionamento do mercado, entretanto, não é necessário saber as minúcias e detalhes para fazer o melhor investimento. Podemos contar com profissionais que respiram 24 horas por dia o mercado e estão sempre em busca das melhores oportunidades, através de fundos de investimento.

 

Os fundos de investimento são veículos de investimento coletivo. O propósito de reunir pessoas em sociedades de investimento surgiu no século XVIII. A primeira companhia de investimentos foi uma sociedade suíça, fundada por banqueiros genebrinos em 1849, e denominada Omnium¹. Na Inglaterra, a publicação do Companies Act, em 1862, que disciplina as sociedades anônimas e os títulos por elas emitidos, proporcionou a criação dos primeiros investment trusts (sociedades de investimento), o London Financial Association e a International Financial Society, em 1863.

 

Nos EUA, o New York Stock Trust, de 1889, é considerado o primeiro organismo americano que se pode chamar de investment trust. Já na Europa, o instituto do fundo comum de investimento, constituído sob a forma condominial, também passou a ser regulado na França e na Bélgica em 1957, e na Holanda em 1960.

 

No Brasil, em 1957, foi constituído aquele que pode ser considerado o primeiro fundo de investimento do país, denominado Crescinco, administrado pela Companhia de Empreendimento e Administração IBEC, subsidiária da norte-americana International Basic Economy Corporation, baseada em Nova Iorque. Desde então, seu funcionamento foi aprimorado e as estratégias de alocação dos recursos ampliadas.

 

Atualmente, nas esferas legal e tributária, o fundo é designado como comunhão de recursos constituída sob a forma de condomínio. É possível investir em dívidas, participações (pequenas, médias e grandes empresas), imóveis, moedas, commodities etc., através de fundos. Sua estrutura é muito organizada, contando com agentes independentes para o seu funcionamento (gestor, administrador, custodiante e auditor) e a supervisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Mensalmente os gestores devem encaminhar a carteira do fundo (ativos) para a CVM que monitora o seu funcionamento.  Hoje, a indústria de fundos de investimentos no Brasil reúne mais de 14 mil fundos e soma um patrimônio de aproximadamente R$ 3 trilhões.

 

Uma das grandes vantagens de um fundo é poder contar com profissionais, gestores e analistas especialistas, que acompanham o mercado diariamente, monitorando as oportunidades e riscos, com o objetivo de proporcionar o crescimento consistente dos recursos investidos. Além disso, por se tratar de uma união de investidores para a formação de um montante maior, o valor mínimo de entrada é reduzido, permitindo o acesso de pequenos investidores a estratégias antes voltadas apenas para grandes investidores, democratizando os investimentos.

 

Por fim, para escolher os melhores fundos é importante pesquisar. Dificilmente as melhores alternativas serão encontradas nos grandes bancos. É muito comum que excelentes gestores constituam empresas independentes (gestoras de recursos) para gerir fundos com taxas justas e retorno consistente. Muitos deles são encontrados em plataformas de investimentos abertas (corretoras) que distribuem os melhores fundos do mercado.

 

Portanto, aproveite a oportunidade de investir com profissionais e deixe seu dinheiro com quem entende, sobrando tempo para curtir a vida com as pessoas que ama. Planeje e seja feliz!

 

¹Fonte: PAVIA, Eduardo Cherez. Fundos de Investimento: Estrutura Jurídica e Agentes de Mercado como Proteção do Investimento. São Paulo: Quartier Latin, 2016.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Investimento para iniciantes: 3 dicas que vão te ajudar!
Por Equipe Organizze
3 armadilhas de investimentos: pirâmide, esquema Ponzi e bolha financeira
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Como avaliar a rentabilidade dos investimentos
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).