Recorde no valor do dólar: e agora?

Escrito por: - Publicado em: 27/09/2015

Os desdobramentos para a vida das pessoas são grandes, afinal o dólar mais caro afeta diretamente o nosso poder de compra. Em diversos produtos, a elevação de preço é quase que imediata: o melhor exemplo disso pode ser observado no preço do trigo, presente na mesa de todos os brasileiros em diversos produtos como o tradicional pãozinho francês, como destaca o artigo do Dinheirama.

 

Para algumas pessoas, a ideia de que variáveis macroeconômicas impactam diretamente sua vida parece uma ideia distante, pouco realista. Sim, você pode achar absurdo que a definição dos juros da economia afete o seu dia a dia, pode também achar que o dólar é algo que afetará apenas seus planos futuros de conhecer o Mickey em Orlando, ou ainda, que o crescimento do PIB não significa muita coisa – afinal, você tem um emprego e consome como antes, não? Os brasileiros em geral tendem a reconhecer apenas um perigo quando falamos de índices macro: a velha inflação. É justamente neste aspecto do mundo globalizado que o dólar mais impacta a sua vida.

 

Compras no exterior e no cartão de crédito internacional

Lembre-se que o valor que será cobrado na fatura não levará em conta a cotação do dólar no momento da compra.  

 

Câmbio

O ambiente político no país permanecerá conturbado nos próximos meses. A cada dia parece ganhar mais força o movimento de impeachment que poderá resultar na formação de um novo governo.

 

O detalhe que poucos tem percebido é que, com ou sem a presença da atual presidente, muitos problemas precisam ser encarados com seriedade e compromisso, a saber: um forte ajuste fiscal e reformas profundas em diversas áreas. O câmbio continuará volátil nos próximos meses e pouca gente acredita que voltará em algum momento a valores próximos de R$ 2,50 ou algo parecido.

 

E a minha viagem?

Se a vigem está marcada para as próximas semanas, é importante se precaver. A expectativa da maioria dos analistas é de que o dólar ainda deve subir no curto prazo, então comprar o máximo de dólares nesse momento pode ser a melhor alternativa. Já quem tem viagem marcada para prazos maiores, a estratégia de ir comprando dólares aos poucos e fazer um preço médio continua sendo uma boa.

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
O que é e como fazer uma faxina financeira no início do ano?
Por Equipe Organizze
Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Black Friday: como economizar com compras para casa?
Por Viva Decora
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).