Recebi uma herança: E agora?

Escrito por: - Publicado em: 28/08/2012

Quantas vezes já ouvimos histórias de pessoas que receberam uma herança e acabaram perdendo tudo o que tinham por não saberem administrar os bens e o dinheiro recebidos de algum ente querido que faleceu ou de alguma pessoa próxima que partiu mas deixou um presente a quem ficou?

É um grande presente receber bens e dinheiro de alguém que faleceu e que, muitas vezes, esteve muito próximo. Mas esse presente deve ser bem administrado para que ele não se torne uma terrível dor de cabeça.
Primeiramente é preciso entender que todos temos limitações e não podemos achar que saberemos lidar com uma situação nova sem uma ajuda especializada. É importante reconhecer que bens móveis e imóveis e dinheiro não são tão simples de administrar como pode parecer num primeiro momento.

 

Ao receber uma grande quantidade de dinheiro ou imóveis, é preciso consultar especialistas na área. Provavelmente, a pessoa da qual você está recebendo essa herança já deixou algum administrador que pode ajudar nos pontos mais complicados, burocráticos dessa nova situação. Mas caso não haja ninguém que possa te ajudar, você pode recorrer a um advogado, contador ou economista que possam contribuir para aumentar o seu conhecimento e habilidades para lidar com as dificuldades que surgirão nesse novo cenário.

 

 


Em segundo lugar, é preciso ter a clareza de que se não forem administrados corretamente, esses bens podem ser fonte de grande prejuízo. Ou seja, o que era um excelente legado, pode se tornar um “presente de grego” e acabar arruinando suas finanças pessoais, já que agora esses novos bens e dinheiro fazem parte dos seus bens. E, caso eles estejam sendo fontes de despesas maiores que receitas, em breve esse presente irá te deixar mais pobre do que antes de herdá-los.

 

Também é preciso agir com cautela no início. Nessas situações, os herdeiros costumam se iludir rapidamente com a quantia geral de bens e dinheiro e acabam por vendê-los ou gastam todo o dinheiro e acabam não aproveitando e usufruindo das vantagens de possuir novos meios para sobreviver e manter uma boa qualidade de vida sem se preocupar com a falta de recursos.

É muito importante ir se familiarizando com o que foi recebido e, só depois de estar bem familiarizado com tudo, perceber se é hora de vendê-los, mantê-los e administrá-los ou se é possível agir de forma que eles se multipliquem e tornem a sua vida mais tranquila e independente financeiramente.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
O que é e como fazer uma faxina financeira no início do ano?
Por Equipe Organizze
Black Friday: como economizar com compras para casa?
Por Viva Decora
Economizando em casa: cortinas comuns ou persianas, qual o mais barato e funcional?
Por Viva Decora
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).