Que tal receber o lucro de grandes empresas? Invista em dividendos!

Escrito por: - Publicado em: 12/05/2017

Quando o assunto é investimento, há diversas possibilidades a serem exploradas. Existem diferentes modalidades para diferentes perfis. Ainda bem! Entre os tipos de investimentos que são bem interessantes estão os dividendos.

 

Se você gosta de aprender a cuidar e valorizar seu dinheiro, provavelmente já ouviu falar nesse termo. Mesmo se você não é um expert em investimentos, é fácil entender do que se trata.

 

Muitas empresas possuem ações com preços menos voláteis, isto é, não costumam mudar tanto, dessa forma, elas realizam a distribuição de lucro a seus acionistas para atrair e conquistar mais investidores.

 

Assim sendo, investir em ações que pagam bons dividendos pode ser um bom caminho para quem pretende fazer plano no longo prazo. Que tal entender um pouco mais sobre essa modalidade?

 

O que é dividendo?

 

Quando uma empresa registra lucro, ela pode empregar os valores de três formas possíveis:

 

→ Reinvestindo os lucros para expandir seus negócios, reduzir seus débitos ou recomprar ações;

 

→ Repassando uma parte desse lucro a seus acionistas;

 

→ Reinvestindo e também remunerando seus acionistas.

 

Se a decisão for distribuir parte dos lucros aos acionistas, o pagamento é feito através de dividendos. Portanto, este investimento corresponde a valores pagos, normalmente com frequência trimestral ou anual, por uma companhia a seus sócios com o objetivo de compartilhar uma parte de seus lucros. Além disso, o pagamento pode ser feito em dinheiro, em ações ou em direitos de propriedades. Esse último caso, contudo, é mais raro de acontecer.

 

Um detalhe importante: nem todas as empresas pagam dividendos e aquelas que realizam a prática podem aumentar, diminuir ou eliminar o pagamento de acordo com a necessidade do seu negócio. Por exemplo, se uma companhia precisa de capital para adquirir uma outra empresa, ela pode utilizar seus lucros para realizar a compra em vez de distribuí-lo aos sócios.

 

No entanto, grande parte das empresas pagadoras de dividendos buscam aumentar, ou ao menos, manter o pagamento de olho na satisfação dos acionistas e também para fugir de possíveis críticas.

 

Como se calcula o dividendo?

 

Essa é uma dúvida bem frequente, mas bem fácil de resolver. Os dividendos normalmente são calculados como um valor por ação. Ou seja, nesse caso, cada acionista recebe o pagamento de acordo com a quantidade de ações que possui em carteira.

 

Para ficar mais fácil de entender: se Lúcia comprou 100 ações de uma empresa que paga anualmente R$ 7 por ação, ela receberá um total de R$ 700.

 

Em outros casos, os dividendos são calculados por porcentagem da cotação da ação da empresa. Ou seja, se uma companhia decide pagar dividendos de 2,5%, isso vai significar que o cálculo terá como base o percentual de 2,5% do preço atual da ação.

 

Um exemplo simples: se a ação da empresa X está cotada em R$ 50 e os dividendos correspondem a 3% desse valor, o valor do pagamento por ação será de R$ 1,50. Então, se Thiago possui 100 ações da empresa X, ele receberá R$ 100.

 

Por que investir em dividendos?

 

Antes de investir, é preciso ter uma boa razão para tomar uma decisão. No caso dos dividendos, muitos investidores aplicam em ações que realizam bons pagamentos desta natureza para aproveitar os valores para depois comprar mais ações daquela empresa.

 

Isso acontece porque, em muitos casos, as ações que pagam bons dividendos costumam se valorizar ao longo do tempo na Bolsa de Valores. Sem contar que, as empresas mais sólidas e com bom desempenho tendem a aumentar periodicamente o valor pago aos acionistas.

 

Desse modo, se uma companhia pagou dividendos de 1,5% em um ano, ela pode aumentar o percentual e pagar 2,5% no ano seguinte. É claro que esse aumento não é garantido, mas manter uma escala crescente de pagamento é uma ótima saída para as empresas que pretendem atrair cada vez mais investidores.

 

Outro bom motivo para investir em dividendos é que as ações das empresas que remuneram muito bem tendem a ter menos risco. Esse fator, junto com a possibilidade de valorização com o passar do tempo, faz com que esse tipo de investimento seja uma boa opção para quem quer investir para ter um futuro tranquilo.

 

Se você faz parte desse time, vale a pena buscar mais informações sobre os dividendos para descobrir se essa modalidade combina mesmo com você. Mãos à obra!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).