Presente de Natal: O preço é importante?

Escrito por: - Publicado em: 12/12/2011

Quando chega o fim do ano, uma das maiores preocupações financeiras das famílias são as compras de Natal. É o momento em que há a tradição de distribuição de presentes para amigos, familiares, funcionários, conhecidos, colegas de trabalho. E, por causa dessa tradição, o comércio tem suas vendas aquecidas e surgem postos de trabalhos temporários e a economia vê muito dinheiro em circulação.

Durante o fim de ano, a economia no Brasil é também movimentada pela injeção do décimo terceiro salário para os trabalhadores com carteira assinada.

 

O Natal é um momento econômico favorável para vendedores mas um momento de aumento de gastos para compradores. É importante não deixar de viver com intensidade esse período do ano, pois ele deve ser um período de harmonia, reencontros, paz e reflexão. Os presentes são compartilhados como forma de carinho e afeto entre as pessoas.

 

Entretanto, não é o valor do presente que determina o laço de amizade ou amor que há entre duas pessoas. A presença constante, a ajuda recíproca, a atenção com seus familiares e amigos é mais determinante na qualidade do relacionamento inter-pessoal entre pessoas de um mesmo grupo.

 

Portanto, como o preço de um presente não é o decisivo nas relações humanas, deve-se sempre ajustar os valores monetários dos presentes comprados, ao valor do seu bolso. Os valores dos presentes em sua totalidade não podem exceder o dinheiro que sobra do seu salário após o pagamento de todas as despesas mensais e depois de guardar seu próprio dinheiro em seus investimentos.

 

Muitas vezes presentes de preços mais baixos podem satisfazer mais um amigo do que presentes caros. Quanto maior for o vínculo de relação com um amigo, melhor você saberá o que realmente a deixa contente quando se trata de pequenos presentes. Há pessoas que se contentam com uma nova peça de roupa, com um novo brinco, anel, calçado. Há outras pessoas que se contentam em ganhar enfeites para casa, cartões postais, pequenas peças de artesanato, ou ainda uma foto com uma moldura feita a mão.

 

Enfim, são inúmeras as opções de presentes de grande valor para quem recebe e de pequeno custo para quem compra. Mas lembre-se que o importante no Natal é a conscientização dos relacionamentos pessoais visando uma felicidade mais profunda, sabendo que a distribuição de presentes devem servir apenas como ferramenta secundária nesse momento de festas. Assim, economize seu dinheiro no Natal mas não economize o seu amor.
Bom Natal!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
O que é e como fazer uma faxina financeira no início do ano?
Por Equipe Organizze
Black Friday: como economizar com compras para casa?
Por Viva Decora
Dicas de planejamento financeiro para viajar
Por Meu Patrimônio
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).