Por que está todo mundo falando sobre Bitcoins?

Escrito por: - Publicado em: 14/03/2018

Você provavelmente já ouviu falar muito nessa palavra nos últimos meses. O tal Bitcoin está na boca do povo e parece que vai permanecer por aqui durante um bom tempo. Afinal, especialmente em 2017, essa moeda digital se tornou um dos investimentos mais desejados.

 

Não foi à toa: no ano passado, o valor de um Bitcoin saiu de R$ 3.650,00 no dia 02 de janeiro para R$ 48.800,00 em 31 de dezembro, com pico de mais de R$ 69 mil no dia 16 de dezembro. Bem impressionante, concorda?

 

Mas será que esse é o único motivo para tanto alvoroço? É isso que você vai entender depois de ler este texto. Vamos lá?

 

O que é Bitcoin?

 

Antes de tudo, é preciso entender do que se trata. O Bitcoin (BTC) é uma moeda virtual, ou seja, não é possível guardá-la no bolso como uma nota de R$ 5. Assim sendo, em vez de serem guardadas na sua carteira comum, são armazenadas em uma carteira virtual, como um hardware ou até mesmo um smartphone.

 

Por ser totalmente digital, os Bitcoins fazem parte de um grupo chamado criptomoedas, já que sua existência e segurança estão diretamente ligadas à criptografia. Como você já deve ter percebido, os Bitcoins não são os únicos nesse universo. Existem centenas de criptomoedas com funcionamento parecido, mas com algumas diferenças entre si.

 

No caso do BTC, uma das teorias mais aceitas é que ele tenha sido criado em 2009, por um programador chamado Satoshi Nakamoto. No entanto, ninguém sabe se essa pessoa realmente existiu ou se é, de fato, uma pessoa só quem desenvolveu essa novidade.

 

Toda a empolgação em relação a essa nova moeda está ligada ao fato de ela ser descentralizada. Isso significa que os Bitcoins não estão vinculados a nenhuma instituição ou país. Dessa forma, essa criptomoeda foi criada para ser um sistema econômico alternativo, organizado pelos próprios usuários. Legal, né?

 

Isso é possível devido a uma tecnologia desenvolvida junto com os Bitcoins, chamada blockchain. Mas o que é blockchain? Bem, ela é uma espécie de banco de dados em rede que permite a transação de BTC sem precisar de intermediadores, como uma loja ou um banco.

 

O mais interessante é que todas as transações feitas na blockchain ficam registradas e estão acessíveis a todos os usuários. Ou seja, você pode se conectar à rede e ver as últimas transações realizadas.

 

Mas aí vem um detalhe: você consegue checar que certa transação existiu, mas os detalhes como nome e endereço dos envolvidos não estão disponíveis. Lembra que falei sobre criptografia? Ela também está presente aqui. Cada uma dessas transações possui um código, isto é, uma assinatura digital.

 

Dessa forma, a criptografia é que garante a segurança da rede. Já que para saber os detalhes das transações seria preciso quebrar o segredo criptográfico, o que é super complexo de se fazer, até mesmo para um computador.

 

Outro fator que tem ajudado a aumentar a popularidade dos Bitcoins é justamente a tecnologia da blockchain. Isso porque muitos entusiastas acreditam que ela pode ser incorporada a diversas situações, mudando a forma de armazenar e acessar informações importantes, como prontuários médicos e documentos de identidade, por exemplo.

 

Bitcoin é seguro?

 

Você já entendeu que há um bom motivo para os Bitcoins serem assunto do momento: a segurança. Enquanto alguns acreditam que comprar Bitcoins é muito seguro, há quem se preocupe com os riscos para os usuários.

 

É possível que você já tenha ouvido falar sobre ataque de hackers a empresa ligadas a esse universo e que trouxeram prejuízos milionários. E esse é a apenas um dos problemas que podem ocorrer.

 

O anonimato na rede também pode esconder esquemas ilegais. É por isso que muitas instituições e órgãos financeiros mantêm um pé atrás. Aqui no Brasil, por exemplo, os Bitcoins não são proibidos, mas também não são regulamentados.

 

Mesmo assim, a Receita Federal já definiu regras para a declaração de Bitcoins no Imposto de Renda. Se você já comprou uma certa quantidade dessa moeda, atenção: no Brasil, quem compra Bitcoins precisa declará-los à Receita Federal.

 

Na hora de preencher a declaração, as moedas virtuais devem ser inseridas na ficha “Bens e Direitos”, com a quantidade e o valor pelo qual foram compradas. Também é importante saber que quem teve ganhos acima de R$ 35 mil no mês com a venda das moedas está sujeito a tributação de 15%. Se esse for o seu caso, fique atento pois o recolhimento do imposto deve ser feito até o último dia útil do mês seguinte ao que ocorreu a transação.

 

O problema aqui é que, mesmo com as regras já definidas pela Receita, muitas pessoas tentam evitar o pagamento do imposto aproveitando-se do anonimato que os Bitcoins oferecem.

 

Vantagens e desvantagens dos Bitcoins

 

Pode-se dizer que tudo na vida tem seu lado bom e seu lado ruim. Não seria diferente com os Bitcoins. Se por um lado o medo de que toda essa empolgação seja uma bolha e possa trazer prejuízo a muitas pessoas, por outro as criptomoedas têm potencial para transformar o sistema financeiro como conhecemos hoje.

 

Para te ajudar a entender os prós e contras, veja só algumas informações importantes:

 

Vantagens

 

→ Toda negociação é feita pela internet
→ O mercado Bitcoin funciona 24 horas todos os dias
→ O valor dos Bitcoins cresceu muito nos últimos anos
→ É possível comprar apenas 0,0000001% de um Bitcoin
→ As transações podem ser acessadas por todos os usuários
→ Já é possível comprar apartamentos e patrocinar times de futebol pagando com Bitcoins

 

Desvantagens

 

→ Esse mercado não é regulamentado no Brasil
→ Alguns países proíbem a negociação da moeda digital
→ As transações não podem ser desfeitas
→ As transações podem demorar semanas para serem finalizadas
→ Fazer pagamentos no dia a dia com Bitcoins pode exigir altas taxas de operação
→ Há chance de ter a carteira virtual roubada ou perdida, sendo quase impossível recuperá-la

 

Viu só como essa novidade é interessante, mas também bastante complexa? A melhor coisa a fazer é conhecer bastante esse mercado das criptomoedas, antes de entrar de cabeça. Conhecimento e cuidado nunca são demais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).