Passo a passo para fazer um orçamento familiar à prova de erros

Escrito por: - Publicado em: 15/12/2015

Calcular o orçamento familiar é um verdadeiro ato de disciplina, porém, bastante necessário para lidar melhor com a vida financeira dentro de casa. É um caminho para desenvolver e incorporar novos hábitos à rotina, mas, além disso, é também uma forma de administrar o seu patrimônio.

 

Passo importante na concretização dos seus planos, o planejamento feito a partir do orçamento familiar pode dar muito mais liberdade para investir em algumas coisas, como uma boa escola ou mesmo aquela super viagem que vocês sonham em fazer juntos. No entanto, nem todo mundo alcança os efeitos esperados. Nesses casos, pode ser que o orçamento ou o planejamento estejam sendo feitos sem disciplina ou comprometimento, porém bastam alguns ajustes para resolver as principais dúvidas e conseguir bons resultados.

 

Confira um passo a passo do orçamento familiar e descubra onde você pode estar errando.

 

Definir receitas e despesas, separando as despesas fixas das variáveis

 

Comece escrevendo tudo aquilo que constitui uma fonte de rendimento, ou seja, de onde vem suas receitas mensais, o seu dinheiro de cada mês. Anote não só as fontes, mas também os valores provenientes delas. Pode entrar aqui algum aluguel ou pensão que você recebe, assim como outros benefícios regulares.

 

No caso de existirem fontes de renda extra, mas eventuais, é preciso calcular uma média mensal para incluí-los no orçamento.

 

Depois, defina quais são as suas despesas, aquelas obrigações financeiras que periodicamente você tem que cumprir (mensais, anuais, ou com outra frequência). Anote isso também. O importante é o registro, seja com papel e caneta, num documento de texto no computador ou em um app no seu tablet ou smartphone.

 

Reunir informações

 

Para ajudar a identificar suas despesas, tente juntar sempre as suas faturas, ou outro tipo de documento que comprove o pagamento de uma conta (extratos bancários mensais ou anuais, comprovantes de pagamento, etc). Isso vai te dar a dimensão real dos seus gastos familiares, uma informação imprescindível para entender o quanto da renda já está comprometida com obrigações.

 

A ideia é ver os dois lados francamente, sem ilusões. Não se trata de pressupor as despesas, mas de realmente reconhecê-las. Portanto, nessa etapa inicial todas as informações são bastante úteis.

 

Diferenciar despesas essenciais de acessórias

 

As despesas fixas têm regularidade e surgem todo mês. Elas podem ser prestações de imóvel ou carro, assinatura de serviços de tv e internet ou mensalidade de planos de saúde, por exemplo. Já as despesas variáveis oscilam a cada mês. A compra do supermercado ou os gastos com combustível são dois exemplos.

 

É importante distinguir as despesas essenciais das despesas acessórias (aquelas que não são muito importantes), principalmente quando se pretende economizar. No geral, é mais fácil fazer ajustes nas despesas variáveis, cortando um pouquinho aqui e ali. Você não pode deixar de pagar a prestação ou o aluguel do seu imóvel, mas pode deixar de comprar um item mais caro no supermercado ou diminuir as idas àquele restaurante mais chique.

 

Como saber quanto se pode gastar?

 

Para entender o quanto do seu dinheiro está livre, é essencial perceber qual parte está restrita ao pagamento de dívidas, contas e outras espécies de compromissos. Isso porque são obrigações assumidas e não cumpri-las pode acarretar ainda mais gastos, com multas e juros por atraso.

 

Depois das despesas, você precisa ainda reservar uma quantia para eventuais emergências. Isso inclui imprevistos em consequência de problemas de saúde, consertos na casa e no carro. Poupar dinheiro mesmo vai acontecer depois disso, portanto, esteja preparado para aqueles meses em que não sobra nada depois de pagar todas as contas e separar a parte do fundo de emergência. Isso quer dizer que o orçamento é apertado e você assumiu obrigações até o limite do que era possível pagar. É um sinal de alerta para os próximos meses! Não passe dessa linha!

 

Economizar pode significar ter que reduzir alguns gastos, cortar despesas supérfluas e abrir mão de pequenos confortos. Mas com disciplina, persistência e organização — além do esforço de toda a família —, é possível fazer uma boa poupança e alcançar os objetivos.

 

As vantagens do orçamento familiar e do planejamento

 

Com um orçamento bem definido, fica mais fácil poupar um dinheirinho e realizar alguns sonhos, como uma lua de mel, um passeio para a Disney, um carro que acomode a família que está crescendo, etc. Além disso, quanto maior precisão no cálculo do seu orçamento, maiores as chances de você se sair bem diante de imprevistos ou emergências.

 

Às vezes é difícil encarar os gastos e a confusão no orçamento é desconfortável. Com a disponibilidade de crédito que o consumidor foi conquistando ultimamente, é normal que todo mundo esteja mais propenso ao consumo. Por isso, puxar as rédeas para olhar melhor a situação financeira real da sua família requer um mínimo de coragem, mas, especialmente, iniciativa.

 

Embora seja difícil manter o controle, preparar um orçamento familiar não é. Existe uma grande variedade de programas e aplicativos que podem te ajudar a executar essa tarefa com menos complicação. Com as ferramentas adequadas, é perfeitamente possível fazer mudanças dentro de casa e deixar as finanças trabalharem a seu favor.

 

Já fez o seu orçamento familiar e conhece outras boas dicas para compartilhar com a gente? Tem mais dúvidas a respeito do assunto? Deixe um comentário aqui e contribua com o nosso post!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).