O que aconteceu com o Bitcoin? Entenda utilizando a teoria da Bolha de Preços

Escrito por: - Publicado em: 16/02/2018

Com a recente crise das criptomoedas, muitas pessoas querem saber porque os preços destas moedas caíram tão rapidamente. E a verdade é que este fenômeno, apesar de ser catastrófico, é algo comum no mercado financeiro. Muitos lhe denominam de “bolha de preços”.

 

Mas afinal o que é uma bolha de preços e como fazemos para identificá-la?

 

Antes de tentar entender o que é uma bolha de preços, é imprescindível entender a lei da oferta e procura, a qual é a base para a precificação de qualquer produto no sistema capitalista. Esta lei apresenta dois personagens: aquele que oferece o produto para a venda (quem oferta), e aquele que compra o produto (quem procura).

 

Lei da oferta e procura

 

Para tornar a explicação mais didática vamos utilizar o exemplo de um agricultor que produz e vende milho, sendo que este é o único fornecedor do produto para determinada aldeia. A produção de milho sofre oscilações ao longo dos anos. Nos anos em que se produz muito milho, o seu preço tende a reduzir, pois o produtor quer vender toda a sua safra e para isso baixa o preço. Por outro lado, quando se produz pouco milho, o seu preço tende a subir, já que este é um produto escasso no mercado.

 

Já a população da aldeia também sofre oscilações, em alguns anos há muitos nascimentos e migrações, e em outros anos há mais falecimentos e emigrações, consequentemente diminuindo o número de pessoas na aldeia, como também o consumo do milho. Desta forma quando a população aumenta o milho fica mais caro, por ser um produto mais concorrido. E em anos que a população diminui, o preço do milho também caí, pois este tende a sobrar por falta de pessoas para alimentar.

 

Todos estes fatores influenciam no preço do produto. E este é um processo natural de sua precificação. Todavia a bolha de preços acontece quando há anomalias no processo de precificação do produto. Continuando com o exemplo:

 

O início da bolha de preços

 

Vamos dizer que em determinada safra há seca, consequentemente há pouca produção de milho, o que força a elevação do seu preço. Porém isto se repete por mais quatro safras, dobrando o valor do preço do milho.

 

Algumas pessoas veem esta variação de preço e começam a acreditar que se elas tivessem comprado o milho e guardado, teriam conseguido dobrar o seu capital. E por isso, ao invés de comprar o milho apenas para o seu consumo, compram o dobro, para que sobre uma parte para “ganhar dinheiro”. E além de comprarem, estas contam para as outras pessoas que estão investindo em milho. Desta forma outras pessoas da aldeia acabam fazendo o mesmo.

 

Bom, vimos anteriormente que quanto mais milho comprado, maior será o seu preço. E como nesta aldeia as pessoas não estão comprando milho apenas para comer, mas como forma de investimento, a procura por este produto dobra, e consequentemente, o seu preço também. E todos aqueles que compraram milho para ganhar dinheiro, ficam muito felizes, pois veem seu patrimônio aumentar. E ao invés de vender o produto pelo preço atual, compram mais milho acreditando que vão ganhar mais dinheiro.

 

O crescimento da bolha

 

Na próxima safra, há uma boa produção de milho, porém o produtor acaba não baixando o preço porque as pessoas continuam comprando o dobro do que precisam como forma de investimento. E isto se repete por algumas safras, levando o preço do milho para dez vezes mais do que valia anteriormente.

 

O estouro da bolha

 

Até que em determinado momento, uma família com uma grande quantidade de milho estocado, tem uma crise financeira, e precisa vender todo seu estoque de uma vez só. E faz isto pela metade do preço que está sendo negociado no mercado, por que precisa do dinheiro.

 

A notícia se espalha, e muitas pessoas, com medo de perderem todo o seu patrimônio e acreditando que ele está em perigo de perder o seu preço, também começam a vender seus estoques. No final o preço do milho chega próximo a zero, pois a aldeia precisa consumir, além da safra normal produzida pelo agricultor, as outras safras que estavam armazenadas nas casas das pessoas.

 

Resumo da história

 

Esta história reflete de forma simples uma bolha de preço e suas fases: sendo o início da bolha quando as pessoas começam a comprar o milho para “ganhar dinheiro”, criando uma falsa procura e um falso aumento de preço. O crescimento da bolha ocorre quando este comportamento se espalha, aumentando a falsa procura e preço.

 

E por fim, o estouro da bolha, quando alguém precisa vender o produto, e a população entende que o preço do produto não está correto, ou seja, está baseado numa procura/consumo que não existe, passando assim por uma nova fase de precificação, onde o milho passou a ser comercializado a um valor irrisório, pois todos tinham milho estocado. Mas à medida que o tempo passa o milho tende a voltar no seu preço normal.

 

Como identificar uma bolha de preços

 

Por isso, para que possamos identificar se determinado produto tem ou não uma bolha de preços, precisamos entender se este produto está sendo comprado para o seu fim, ou se há uma falsa procura que está elevando os seus preços.

 

Bolha de preços e as criptomoedas

 

Na minha opinião, isto é claramente visto na situação das criptomoedas, onde a maioria das pessoas tem comprado estes produtos para ganhar dinheiro, e não para utilizá-lo como moeda. E por isso houve recentemente a desvalorização brusca destas moedas. Todavia o futuro é incerto, não sou capaz de dizer se estas voltarão a valorizar ou continuarão desvalorizando.

 

Como ganhar dinheiro com investimentos

 

O correto é que, quem deseja ganhar dinheiro através de investimentos, faça isto através de investimentos verdadeiros. Ou seja, ativos que tem como finalidade gerar valor para os seus investidores. Como é o caso de produtos de renda fixa, empresas com boa situação financeira, entre outros.

 

Forte abraço a todos. Até mês que vem.

 

*Luiz Roberto é um administrador apaixonado por finanças que desde 2014 expõe suas ideias através do blog Dificuldade Financeira. O projeto cresceu e em 2016 iniciou sua carreira como instrutor na Udemy.com publicando cursos sobre finanças pessoais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Investimento para iniciantes: 3 dicas que vão te ajudar!
Por Equipe Organizze
3 armadilhas de investimentos: pirâmide, esquema Ponzi e bolha financeira
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Como avaliar a rentabilidade dos investimentos
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).