Não quero aprender sobre investimentos. E agora?

Escrito por: - Publicado em: 18/01/2018

Início de ano é temporada de férias, e para fazer uma viagem segura a revisão do carro é indispensável. Por isso levei meu carro no mecânico. Como fazia algum tempo que não realizava uma manutenção, sabia que teria que gastar algum valor além da mão de obra referente à revisão. Porém fiquei assustado quando o mecânico me apresentou o orçamento para deixar o carro em dia, já que este era três vezes o valor que eu havia previsto.

 

Infelizmente, não sou uma pessoa que goste e entenda sobre automóveis e muito menos sobre a manutenção destes, como também não tenho o mínimo interesse em aprender sobre o assunto, por isso, sempre que este tipo de situação acontece fico totalmente nas mãos do mecânico.

 

Muitas vezes vejo a mesma situação na área dos investimentos. Muitas pessoas não tem a mínima noção sobre como e no que investir, e como eu no assunto automóveis, também não tem o mínimo de interesse em aprender, por isso ficam nas mãos dos técnicos da área, para que estes tomem as decisões de como investir.

 

Se você é uma dessas pessoas, ou até gosta de estudar sobre investimentos, mas tem dificuldade em aprender, segue aqui três dicas simples e mais uma dica bônus para te ajudar a identificar se o seu dinheiro está sendo bem investido:

 

1 – Escolha bem as pessoas que irão te auxiliar

 

Muitas vezes, os profissionais que escolhemos para cuidar do nosso preciso dinheiro são gerentes de banco ou assessores de investimento de corretoras. Não tenho nada contra estes profissionais, porém é importante tomar cuidado com a forma que estes aplicam seu capital, pois a maioria dos produtos financeiros oferecidos por eles geram comissões, e alguns destes profissionais preferem lhe vender os produtos que geram maior comissão do que aquilo que é melhor para você.

Para quem tem condições financeiras, o ideal é contratar um consultor em investimentos que não receba comissão. Desta forma ele tende a se preocupar com a melhor forma de investir o seu capital do que com sua própria remuneração.

 

Todavia, isto também não é garantia de que seu dinheiro será bem investido. E se você está insatisfeito com seu consultor de investimento, não tenha medo de trocar de profissional. Desta forma você vai adquirindo experiência e terá mais chance de encontrar alguém que realize um bom serviço.

 

2 – Cuidado com investimentos que prometem altas rentabilidades

 

Alguns investimentos prometem altas rentabilidades, porém estas rentabilidades trazem consigo altas taxas e altos riscos. Ou seja, nestes investimentos, quando você ganha muito, boa parte do seu ganho é destinado para pagar as taxas e quando estes não dão certo, a perda é grande, pois além de perder o capital investido você ainda precisa pagar as taxas de administração do capital.

 

3 – Cuidado com os fundos de investimento

 

Um investimento muito comum entre os que não gostam de estudar sobre os assuntos são os fundos de investimentos. Porém muitos destes fundos trazem retorno menor do que formas simples de investimentos, como o tesouro direto. Por isso busque fundos com baixo risco que tenham como objetivo render mais que o CDI, por exemplo.

 

Já para aqueles que querem “arriscar” um pouco mais e comprar ações, busque os fundos de ações de baixo risco, estes tendem ser mais simples de acompanhar e a ter um custo menor, do que os famosos fundos multimercado. Ainda existem os fundos imobiliários, estes tendem a ser um pouco mais seguros que os fundos de ações, porém também oferecem risco.

 

Dica bônus

Caso você se empolgue com os fundos e queira a aprender mais sobre investimentos, busque estudar não só sobre como os fundos funcionam, mas como eles trabalham, para que no futuro, se for do seu interesse, você consiga tomar as próprias decisões e eliminar estes custos.

 

Seguindo estas dicas você conseguirá melhorar a sua forma de investir e protegerá o seu patrimônio conquistado com muito suor.

Forte abraço! Até mês que vem.

 

*Luiz Roberto é um administrador apaixonado por finanças que desde 2014 expõe suas ideias através do blog Dificuldade Financeira. O projeto cresceu e em 2016 iniciou sua carreira como instrutor na Udemy.com publicando cursos sobre finanças pessoais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

7 dicas para ensinar educação financeira para as crianças
Por Central do Evento
5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).