Hora de investir: o que é IPCA e como usá-lo a seu favor

Escrito por: - Publicado em: 04/07/2016

Se você quer começar a investir, é importante que entenda cada tipo de investimento e qual a vantagem e desvantagem de cada um. Compreender o “estilo” de cada investimento pode fazer com que você tome a decisão certa de acordo com a sua necessidade.

 

Por exemplo, você sabe o que é IPCA?

 

O blog da Rico, destaca alguns pontos, e nós compartilhamos aqui.

 

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo)  é considerado pelo Banco Central do Brasil como o índice oficial da inflação. A partir dele é possível saber se o Governo Federal atingiu ou não as metas de inflação estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional para o mês. De acordo com o resultado do IPCA, pode-se abaixar, manter ou elevar a taxa de juros do Brasil – a famosa taxa SELIC.

 

Em termos práticos: quando o IPCA sobe, significa que alguns itens de consumo e serviços sofrerão reajuste de preço para cima, então teremos INFLAÇÃO no período.

 

Caso no mês seguinte o IPCA seja menor do que o do anterior não significa que tivemos redução dos preços, a conhecida DEFLAÇÃO. Isso significa que os preços subiram menos do que no mês anterior. Somente se o IPCA for negativo é que teremos deflação, ou seja, queda nos preços.

 

Como isso afeta os investimentos? Com a inflação elevada, os investimentos atrelados ao IPCA tornam-se mais atrativos.

 

Tesouro Direto

 

Os títulos do Tesouro IPCA + (antiga NTN-B Principal) e Tesouro IPCA + com juros semestrais (NTN-B) são indexados ao IPCA. O rendimento de ambos é calculado com base na inflação mais uma taxa de juros definida no momento da compra.

 

A diferença é que no Tesouro IPCA + o fluxo de pagamento é simples, ou seja, o investidor faz a aplicação e resgata o valor investido somado à rentabilidade na data de vencimento do título.

 

Já no Tesouro IPCA + com juros semestrais, o investidor recebe a cada semestre os juros de rentabilidade do título. Na data de vencimento, resgata o valor investido somado à rentabilidade menos o que já recebeu semestralmente. Dessa forma é possível ter mais liquidez.

 

Poupança

 

Ao deixar o seu dinheiro guardado na poupança, saiba que há grandes chances de acabar no prejuízo. Isso porque a caderneta pode render abaixo da inflação, com isso você perde o famoso “poder de compra”. Quem investiu na caderneta de poupança em 2015, por exemplo, perdeu poder de compra, já que a rentabilidade da caderneta foi de 8,07%, enquanto a inflação, medida pelo IPCA, ficou em 10,67%.

 

Investir no Tesouro Selic pode ser uma excelente alternativa pra quem quer começar a investir!

 

Já investe? Quer começar? Deixe seu comentário!

 

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Investimento para iniciantes: 3 dicas que vão te ajudar!
Por Equipe Organizze
3 armadilhas de investimentos: pirâmide, esquema Ponzi e bolha financeira
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Como avaliar a rentabilidade dos investimentos
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).