Fugindo das armadilhas

Escrito por: - Publicado em: 25/11/2011

Há muitas armadilhas no mundo financeiro para que você use o seu dinheiro para enriquecer banqueiros, instituições financeiras, comerciantes e estelionatários. A informação é fundamental para não perder seu dinheiro e não acabar enrolado em dívidas.

E quais são as principais armadilhas que todos estamos expostos e como escapar delas?

1. Cheque especial

O cheque especial é uma cobra que fica esperando o dinheiro da sua conta corrente acabar para sugar o dinheiro utilizando juros extremamente altos. Ele é um empréstimo automático que ocorre em sua conta caso o dinheiro acabe. Esse juros fica em torno de 10% ao mês, o que é muito maior que qualquer outro tipo de empréstimo, ou seja, nunca deixe o dinheiro da sua conta acabar. É muito melhor recorrer a qualquer outro tipo de empréstimo do que não se importar com o cheque especial.

2. Pagar o valor mínimo da fatura do cartão de crédito

Assim como o cheque especial, os juros dos cartões de crédito estão entre os mais altos. Variam entre 9% e 12%. Portanto, mesmo que esteja sem dinheiro, não pague apenas o valor mínimo, pois as consequências podem ser desastrosas. Peça um empréstimo consignado ou dinheiro para um parente ou familiar. Claro que ficar devendo não é o ideal, mas é muito melhor pagar juros de 3% ou 4% ao mês do que os atuais juros dos cartões.

3. Parcelamento a juros zero.

Não existe pagamento de nada parcelado com zero de juros. As empresas que vendem a prazo já inserem um valor correspondente a juros no valor final e depois dividem como se o valor estivesse sem juros. Isso ocorre pois eles dependem de instituições financeiras que cobram juros em suas transações. Assim, ao pagar a prazo sempre você estará pagando um valor acrescido de juros. Então, o ideal é pagar a vista e negociar um desconto com o valor inteiro em mãos. É vantajoso para quem vender conceder esse desconto caso você tenha o dinheiro. Isto evitará possíveis aborrecimentos para o vendedor e não será necessária a participação de financiadora no meio da negociação que normalmente cobra uma taxa do vendedor para iniciar o financiamento.

4. Cartões de lojas

Os cartões de lojas que facilitam o pagamento na verdade expõe o consumidor a novas compras quando eles precisam ir pagar as faturas. Perceba que os caixas de pagamento ficam no fundo da loja e fazem com que o consumidor tenha que ver as ofertas e visitar a loja para pagar. É uma campanha de marketing constante a baixo custo para a loja e com enorme retorno, já que a maioria das pessoas que fazem esse tipo de cartão acaba comprando com fequência nas lojas em que tem que pagar. É uma conveniência boa para ambas as partes mas que, mais uma vez enriquece apenas os comerciantes.

Fiquem ligados, as armadilhas financeiras estão por toda parte!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
5 formas de economizar com material de construção em obras
Por Viva Decora
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).