Dia das Mães: tenha cuidado com as compras

Escrito por: - Publicado em: 11/05/2017

O Dia das Mães está chegando, e o comércio já se prepara para a data que é considerada a principal data comercial do primeiro semestre. Na hora de escolher os presentes, é preciso ter cuidado para não prejudicar o seu bolso e evitar dores de cabeça no futuro. O site Finanças Femininas te dá dicas para evitar transtornos nos três estágios da compra, confira no post.

 

Antes das compras:

 

Vá às compras com um valor máximo em mente

 

Não importa se você prefere fazer as suas compras em lojas virtuais ou físicas: é fundamental que você comece a busca com o valor do presente já estipulado. Para isso, é preciso inicialmente estudar o orçamento e descobrir quanto tem disponível para aquelas compras, sem prejudicar as outras contas do mês.

 

Na hora das compras:

 

Evite as compras extras

 

Enquanto você pesquisa um presente, é normal que muitos outros itens acabem chamando a sua atenção. Para evitar que leve produtos a mais – para você mesma ou outro membro da família, por exemplo -, é preciso que haja disciplina. Ir às compras com um objetivo em mente pode ajudá-la a evitar os impulsos. Outra dica é sempre deixar o ambiente de compra por algumas horas ou dias, para ter certeza de que realmente quer aquilo.

 

Verifique a política de trocas

 

Imagine que você deu um presente que não serviu ou agradou à sua mãe. Muita gente não sabe, mas os estabelecimentos comerciais não são obrigados a realizar a troca, exceto se houver um defeito. “Muitas lojas permitem a troca como forma de fidelizar o cliente, mas é preciso ficar atenta às regras”, explica o advogado e especialista em direito do consumidor, Sérgio Tannuri. Por isso, antes de fechar a compra, pergunte se há essa opção e quais são as condições. Se não houver uma política definida, peça essa informação por escrito.

 

Depois das compras:

 

Fique de olho na garantia

 

Se depois da compra você encontrar algum defeito no produto, o prazo de garantia é de 30 dias para itens não-duráveis, como alimentos, e 90 dias para os duráveis, como eletrodomésticos e carros. “Nesse caso, é muito importante que a consumidora tenha guardado a nota fiscal”, orienta Tannuri.

 

Depois da notificação do defeito, o vendedor tem até 30 dias para resolver o problema. Após esse período, é possível escolher entre a substituição do produto, a devolução da quantia em dinheiro ou o abatimento proporcional no preço. Se o produto for considerado essencial, como uma geladeira, a troca deve ser imediata.

 

Acesse o artigo completo clicando no botão abaixo.

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).