Cartão de crédito: ter ou não ter?

Escrito por: - Publicado em: 04/10/2011

Por que o cartão de crédito é tão amado e tão odiado ao mesmo tempo? Porque ele pode ser uma mão na roda quando não temos o dinheiro em mãos e precisamos comprar algo mas ele pode iniciar um longo processo de endividamento pessoal.

Há a maneira correta de se analisar o cartão de crédito que é a seguinte:

Hoje eu não tenho dinheiro mas eu vou ter dinheiro sobrando nos próximos meses, então vou usar o cartão de crédito para pagar ou fazer um parcelamento que caiba no meu orçamento.

E existe a maneira mais comum de se pensar:

Hoje eu não tenho dinheiro, então vou usar o cartão de crédito para adiar a minha dívida. E quando vier a fatura, se eu ainda não tiver dinheiro, eu pago apenas o valor mínimo na esperança que no mês seguinte eu possa ter o dinheiro disponível, e assim sucessivamente.

Depois da invenção dos cartões para pagamentos, a maioria das pessoas perdeu um pouco a sensação e a noção do que é o dinheiro. Tem-se a falsa impressão que o limite do cartão de crédito significa que você PODE gastar aquele dinheiro com o aval de um banco. Bom, claro que você pode gastar o dinheiro, entretanto, este dinheiro NÃO é seu e nunca o será. Você está pegando emprestado de um banco ou financeira. E saiba que se você não pagar logo este dinheiro emprestado, eles irão gostar muito, pois cobrarão juros absurdos por esse dinheiro emprestado.

 

Então, não se iluda. É muito melhor financeiramente pedir dinheiro emprestado para um familiar ou amigo do que usar o cartão de crédito caso você não possa pagar a fatura na sua totalidade.

 

Se você não tem e não há perspectivas para os próximos meses de ter o dinheiro para pagar algo, simplesmente não compre utilizando o cartão de crédito. Sua compra pode sair muito mais cara que o preço original. Mas se a compra for fundamental para você, peça emprestado para algum amigo, familiar ou conhecido que tenha o dinheiro e combine de pagar aos poucos, com juros baixos.

 

Os cartões de crédito prometem muito, fazem propagandas tocantes na TV, mas eles sugam o dinheiro dos menos preparados. Normalmente são os mais pobres, ou seja, quem realmente não consegue pagar os totais das faturas que são as presas mais fáceis deste tipo de crédito.

 

Mas entenda: não estamos dizendo para não utilizar os cartões, estamos apenas dizendo que o cartão de crédito deve ser muito bem compreendido antes de ser utilizado. Utilizando-o com cautela e de acordo com seu orçamento, o cartão pode ajudar muito nas suas finanças pessoais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).