As 5 atitudes que você deve evitar para crescer na profissão e evoluir financeiramente

Escrito por: - Publicado em: 24/04/2014

Na busca pelo crescimento profissional, em um mundo onde a competitividade apenas se intensifica e o mercado de trabalho exige cada vez mais qualificação, os profissionais buscam realizar todo tipo de curso possível para tornar o currículo mais rico e atrativo. É comum encontrarmos hoje pessoas com duas pós-graduações, cursos de idiomas completos e participação em workshops, entre outros. Claro, estudar é um caminho fundamental para o sucesso, mas se engana quem acha que apenas com isso levará às melhores colocações no mercado.

 

 

Alguma vez na vida você já deve ter ouvido a seguinte frase: “este profissional não tem o perfil necessário para a função”. Mas, afinal, o que significa isso? Se dois profissionais com iguais qualificações disputam a mesma vaga, qual critério usado para escolher um deles? Ou, levando mais para o lado pessoal, como é possível que meu chefe tenha o seu cargo, se frequentei a melhor faculdade e fiz os melhores cursos? Não era eu quem deveria assumir a liderança?

 

Você pode até ter razão, mas alguma vez já fez uma análise sobre o seu comportamento diante da sua rotina na empresa? Indo mais além, você já parou para pensar qual tipo de profissional você é?

 

Apesar de apresentarem um currículo de causar inveja, muitas pessoas não adotam uma postura positiva diante dos desafios apresentados no local de trabalho. Não são raros os casos em que elas mesmas desenvolvem mecanismos de pensamento que acabam minando sua carreira. Por isso, listamos a seguir 5 comportamentos que devem passar longe da sua cabeça enquanto estiver trabalhando.

 

1. A supervalorização de si mesmo

Valorizar o próprio trabalho é um ponto muito positivo, indica que o profissional está satisfeito com o que faz e com os resultados que consegue na organização. Entretanto, a supervalorização pode ser ‘a corda no pescoço’ na vida de qualquer um. O profissional que comete esse erro normalmente tem dificuldades para trabalhar em equipe, já que, na maioria das vezes, não vai se satisfazer com um resultado que não tenha sido conquistado por ele mesmo.

Além disso, se ele acha que já sabe tudo o que precisa para exercer sua função, dificilmente vai dar atenção aos treinamentos e cursos oferecidos pela empresa. Hoje, o mercado está mais dinâmico, exigindo uma reciclagem constante até mesmo dos melhores especialistas. Se ficar desatualizado, além de não conseguir a tão sonhada promoção, possivelmente o funcionário será substituído.

2. Inferiorizar suas capacidades e aptidões

Existem também aqueles que caminham no sentido oposto. O problema com a autoestima leva muitas pessoas a apresentar uma postura passiva no ambiente de trabalho. Se dão por satisfeitas com cargos e funções menores, sem assumirem grandes responsabilidades. Pensam que há sempre alguém melhor para lidar com elas.

Enquanto não tirar essa pedra do caminho, essa pessoa estará fadada a exercer funções mecânicas, sem conseguir provar, em futuras entrevistas de emprego ou até dentro do próprio local onde trabalha, que é capaz de assumir cargos maiores. É preciso uma dose de ousadia e buscar sempre novos desafios. Não tenha medo de errar, pois, como diria o filósofo Nietzsche, é com os erros e fracassos que o indivíduo é capaz de se tornar mais forte.

3. Não se envolver com a empresa

Esse talvez seja o comportamento mais comum entre as pessoas. Existem muitos profissionais que se apegam apenas ao que foi escrito e combinado. Trabalham somente para receber o salário no final do mês, sem demonstrar compromisso ou até mesmo prazer no que fazem. Eles se deixam dominar por pensamentos negativos, que criam amarras para a sua atuação dentro da organização. “Não ganho para isso” e “essa não é minha função” são frases bastante comuns.

Não se esqueça que uma das palavras-chave dentro das organizações hoje em dia é a proatividade. É sempre importante se oferecer pra ajudar, participar das decisões e mostrar que pode fazer mais. Dessa forma, você provará que está apto para assumir posições de liderança e de confiança dentro da organização.

4. Pensamento focado no curto prazo

A ansiedade leva as pessoas a pensarem apenas no que pode ser bom para eles no momento presente. Se você busca posições e responsabilidades maiores, é preciso ter paciência, já que grandes objetivos levam tempo para serem realizados.

Por não conseguirem o cargo desejado com rapidez, estes profissionais acabam pulando de empresa em empresa. O efeito disso acaba sendo justamente o contrário do que esperam: estarão sempre disputando a mesma vaga. Por isso, é preciso batalhar e apostar no longo prazo se quiser realmente crescer em alguma companhia.

5. Falta de relacionamento interpessoal

Não é só na vida pessoal que as pessoas devem se relacionar de forma apropriada. Cordialidade, prestatividade, bom humor, coerência e assertividade são qualidades indispensáveis dentro do ambiente de trabalho. Afinal de contas, é preferível trabalhar com alguém educado, do que com um profissional constantemente mal-humorado e que traga negatividade para a empresa.

Além de bom profissional, mostre também que você é uma pessoa equilibrada. Os líderes da empresa têm que lidar o tempo todo com clientes, fornecedores e funcionários. Por isso, uma pessoa ponderada normalmente ocupará as posições de chefia.

 

Você tem alguma destes pensamentos? Que tal rever suas atitudes e dar a você mesmo mais chances de crescer profissionalmente? Dê a sua opinião no comentário.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
Consumo responsável: o que considerar
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).