5 vantagens da poupança que você encontra em outros investimentos

Escrito por: - Publicado em: 14/08/2018

Difícil achar alguém que nunca teve nem nunca ouviu falar da famosa caderneta de poupança, certo? Bem, essa aplicação financeira é realmente muito popular, especialmente no Brasil.

 

Qual será, então, o segredo para tanto sucesso entre os brasileiros? Como você já deve imaginar, a poupança agrega algumas vantagens que brilham aos olhos de muitas pessoas. Mas sabia que esses pontos fortes não são exclusividade da caderneta?

 

Existem outras opções disponíveis no mercado financeiro que também podem ser vantajosas na hora de aplicar o dinheiro e até mesmo ajudá-lo a render mais. Que tal entender melhor sobre o que eu estou falando e aprender a ir além da poupança? Vem comigo.

 

Praticidade

 

A primeira coisa que qualquer pessoa pensa quando o assunto é poupança é a praticidade. De fato, não tem como negar que a aplicação é bem prática de ser feita. Afinal, quando você abre uma conta corrente em um banco, já costuma “vir de brinde” uma conta poupança.

 

A praticidade também vem do fato de poder aplicar e sacar dinheiro da caderneta sem burocracia. Normalmente, o dinheiro cai na conta corrente na mesma hora e você já pode sair gastando como bem entender.

 

No entanto, esse benefício não é apenas da poupança. Existem investimentos que também oferecem a chamada liquidez diária, que é a possibilidade de resgatar o dinheiro no momento que quiser. Quer um exemplo? É possível encontrar Certificados de Depósitos Bancários (CDB) com essa facilidade.

 

Preço baixo

 

Em muitos casos, você nem precisa pagar nada a mais para ter uma conta poupança, não é mesmo? E o preço baixo também está presente quando o assunto é o valor a ser aplicado.

 

Se você conseguiu juntar um dinheiro legal, dá para depositá-lo na poupança. Mas se no mês as contas ficaram apertadas, você também pode fazer uma aplicação mais modesta. A caderneta aceita todos os bolsos.

 

No entanto, não é só a poupança que é assim tão generosa. Sabia que no Tesouro Direto você pode investir a partir de R$30? O mais legal é que esses títulos públicos costumam render mais que a poupança e podem valer a pena mesmo pagando Imposto de Renda. E é justamente sobre isso que vamos falar a seguir.

 

Isenção de IR

 

Já que falamos no assunto: você talvez já saiba que a poupança não paga Imposto de Renda. Mas também precisa saber que ela deve ser declarada mesmo assim. A boa notícia é que você pode encontrar outras opções financeiras que também são isentas.

 

É o caso das Letras de Crédito do Agronegócio e Imobiliário (LCI e LCA). O nome já entrega: elas estão ligadas aos setores de imóveis e do agronegócio. É justamente por isso que elas são isentas, pois o dinheiro investido nesses títulos ajuda a financiar projetos nessas áreas.

 

Vale lembrar que ser isento de IR não deve ser o único critério considerado na hora de escolher onde investir, ok? O melhor a se fazer é analisar todo o contexto e fazer as contas, já que em muitos casos, mesmo pagando IR, alguns investimentos são mais interessantes.

 

Segurança

 

Tirando as pessoas que tiveram seu dinheiro congelado no início da década de 1990, grande parte das pessoas acredita que a poupança é bastante segura. E é mesmo. Ela conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que é uma entidade que pode ressarcir os valores investidos, mais os juros, em casos de falência.

 

Isso significa que, caso o banco ou instituição financeira, que você fez um investimento falir, você não fica sem amparo e pode ter seu dinheiro de volta, de acordo com os critérios exigidos pelo órgão.

 

E o FGC não assegura só as aplicações feitas na caderneta de poupança. Vários investimentos de renda fixa, como por exemplo CDB, LCA, LCI, LC (Letras de Câmbio), também são garantidos pela instituição. Legal, né?

 

Facilidade

 

Como eu já disse, a poupança não é a preferida da galera à toa. Ela é muito fácil de usar, seja por quem está tendo seu primeiro contato com o mundo financeiro, seja por quem já tem anos de experiência e histórias pra contar.

 

Mas o mundo tem evoluído e com isso têm surgido formas de investir em opções mais rentáveis sem ter que conquistar um diploma em Economia. Tudo isso, aliado ao surgimento da internet, tem permitido que cada vez mais pessoas possam investir e buscar alternativas mais legais que a caderneta.

 

Até porque nem tudo são flores, já que todas as vantagens da poupança escondem uma verdade dolorosa, que muita gente ignora ou nem faz ideia. E pra te falar o que é, vou começar com uma pergunta: você sabe mesmo quanto rende a poupança?

 

A resposta é: pouco. Em muitos casos, o rendimento da poupança perde para a inflação. Assim sendo, ao invés de multiplicar seu dinheiro, ela acaba fazendo ele perder poder de compra. Triste, né?

 

Como você já percebeu, mesmo sendo vantajosa em vários aspectos, no mais importante deles a caderneta deixa a desejar. Por isso, se você quer ver seu dinheiro rendendo e te trazendo bons frutos, fica a dica: é melhor esquecer de vez a poupança.

 

*Ana Cláudia Inez  é graduada em Relações Públicas e mestre em Processos Comunicacionais. Também é integrante da equipe de comunicação da Toro Investimentos – uma das maiores fintechs de investimento do mundo.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Investimento para iniciantes: 3 dicas que vão te ajudar!
Por Equipe Organizze
3 armadilhas de investimentos: pirâmide, esquema Ponzi e bolha financeira
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Como avaliar a rentabilidade dos investimentos
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).