5 dicas essenciais para investir com sucesso em fundos

Escrito por: - Publicado em: 25/09/2017

A procura por Fundos de Investimentos não para de crescer nos últimos meses, sobretudo depois que a taxa Selic caiu para valores de um dígito e já ameaça terminar o ano em cerca de
7% ao ano.

 

Para complicar ainda mais, com a mudança nas regras da caderneta de poupança, muita gente que antes deixava o dinheiro lá por comodidade também está sendo forçada a buscar novas
alternativas.

 

Quando se deparam com o imenso mercado de fundos e suas mais variadas opções, bate aquele desespero de não saber nem por onde começar. Por isso no texto de hoje separei 5 dicas essenciais para os investidores que quiserem aplicar seu dinheiro em Fundos de Investimentos da forma correta.

 

1 – Invista a longo prazo

 

Um erro muito comum dos investidores de fundos de primeira viagem é olhar para a rentabilidade passada, achar que é garantia de rentabilidade futura e aplicar todo seu dinheiro
(ou grande parte dele) no fundo que mais se valorizou nos últimos meses.

 

O primeiro erro aqui é justamente que “rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura”. Se você ainda não havia lido ou escutado essa frase, se prepare para a ver ser repetida inúmeras vezes daqui pra frente.

 

Investidores que não se atentam a essa regra elementar dos investimentos de renda variável, são justamente os que acabam fazendo resgates antes da hora e perdendo dinheiro com isso. São os que costumo chamar de “traders de fundos”.

 

Então é claro, invista nos fundos que renderam bem no passado, demonstraram certa consistência e boa gestão. Mas esteja preparado para oscilações no futuro se quiser algum rendimento acima da média e nesses casos foque em aplicar no longo prazo.

 

2 – Invista de acordo com o seu perfil (cuidado com a volatilidade)

 

Costumo brincar em conversas sobre investimentos que todo mundo é “agressivo” até tomar o prejuízo.

 

E embora os educadores financeiros batam insistentemente na tecla da importância de se investir de acordo com o seu perfil de risco, mesmo assim algumas pessoas teimam em escutar e acabam se arrependendo no futuro.

 

Logo se imaginam ganhando milhões de reais na hipótese de terem comprado MGLU3 (ações da Magazine Luiza) há 2 anos atrás. Para os desavisados, de novembro de 2015 até hoje ela subiu
quase 5.400%!

 

A questão é que esse tipo de pensamento é o que chamamos de “Viés de Confirmação” e não passa de uma forma de iludirmos a nós mesmos.

 

Afinal de contas esses investidores nunca pensam que se tivessem feito esse investimento sem o perfil adequado (com maior tolerância ao risco), talvez tivessem vendido as ações na primeira semana de volatilidade, bem antes da disparada dos preços delas.

 

Por isso, a melhor forma de se proteger dessas ilusões é ser honesto consigo mesmo e aplicar seu dinheiro de acordo com seu Perfil de Investidor adequado.

 

3 – Não foque demais em custos

 

Um ponto que vejo muita gente dando atenção exagerada e desnecessária é em relação aos custos dos investimentos.

 

É claro que, como diria o Beto Sicupira, “custos são como unhas e precisamos cortar sempre”. Mas você precisa cortar apenas aqueles que não trazem nenhum retorno/benefício adicional e
que, portanto, não façam sentido.

 

Por outro lado, muitos custos como as taxas de administração e performance embutidos nos fundos de investimentos, além de serem justos e bastante alinhados aos interesses dos investidores (especialmente a performance), também são completamente irrelevantes em relação à rentabilidade das aplicações.

 

Afinal de contas, todas as rentabilidades divulgadas pelos fundos, já são contabilizadas depois de pagar todas essas taxas. E isso vale para todos eles, pois faz parte do regulamento dos fundos exigido pela CVM.

 

Portanto o que importa de fato é o fundo conseguir apresentar um ótimo retorno com boa consistência ao longo do tempo, e tanto faz quanto de taxa teria sido paga para ele e seu gestor.

 

4 – Diversifique fundos e estratégias

 

Outra ideia que você já deve ter visto por aí exaustivamente é a de não pôr todos os ovos na mesma cesta.

 

Apesar de uma das maiores vantagens dos fundos de investimentos ser justamente a diversificação dos investimentos, isso também não quer dizer que você deve aplicar todo seu dinheiro em um único fundo.

 

Em primeiro lugar porque mesmo que você confie no trabalho de um ótimo gestor, você ainda está terceirizando a tomada de decisões de onde seu dinheiro deve ser aplicado. E caso esse
gestor tome alguma decisão perigosa, é seu dinheiro que estará em risco. Então é importante que apenas parte do seu dinheiro seja confiada a um único fundo.

 

Um segundo motivo importante para diversificar em diferentes opções é que cada fundo possui uma estratégia específica de investimentos e essas estratégias podem não ser vencedoras o tempo todo.

 

Portanto ao diversificar seu dinheiro em fundos com estratégias diferentes, você consegue se proteger de momentos de baixa em nas estratégias que eventualmente forem mal.

 

5 – Pesquise, compare e escolha os melhores

 

Atualmente existem mais de 16 mil fundos abertos em atividade no Brasil, muitos com péssimos resultados e outros com desempenhos invejáveis.

 

A grande dificuldade, no entanto, é saber como se achar no meio dessa selva e ainda conseguir desvendar os fundos de primeira linha escondidos lá no meio.

 

Por isso é importantíssimo saber como pesquisar, comparar e principalmente selecionar os melhores fundos.

 

Justamente para simplificar esse trabalho, eu preparei um material específico apresentando e explicando como usar os 7 indicadores que considero mais importantes para identificar os melhores fundos que você pode encontrar lá no Mais Retorno.

 

Agora é com você!

 

Já está investindo em fundos ou vai começar daqui pra frente? Comente aqui em baixo!

 

*Felipe Medeiros é economista e empreendedor do mercado financeiro há quase uma década, tem como objetivo compartilhar suas experiências e se conectar com outros investidores e entusiastas do mercado. Fundador do site Mais Retorno, também foi criador dos portais Bolsa Financeira, Melhores Fundos e é autor do livro “Investidor Especialista”.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 formas de ganhar dinheiro em 2022
Por Central do Evento
32 gastos que dão direito à restituição do imposto de renda
Por Central do Evento
4 dicas para tirar as metas financeiras do papel em 2022
Por Equipe Organizze
Tesouro Direto: confira 3 dicas para investir nesta modalidade!
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).